quinta-feira, março 15, 2007

Plágio

Pegaste nas minhas palavras.
Meu sentimento levaste.
Plagiaste as minhas cartas.
Minha alma cortaste.

Senti um não ser virgem.
Uma afronta, uma miragem,
à medida que me abrias,
mais o meu tom desejavas.

Plágio criaste,
com um sorriso no rosto,
nada me perguntaste,
nem como devias ter posto.

Na tua cara revejo,
a cada dia que passo,
tudo o que vejo,
tudo o que faço.

Minhas letras roubaste.
Ah, ladrão!
Minha fé levaste.


[Sê original]

1 comentário:

Té § [Pi]menta =) disse...

eu sou original! :) 'es mesmo tu q escreves isso tudo? 'as tantas plagias-te a ti mesmo! LOOL :D bjinho