segunda-feira, maio 07, 2007

Poesia

Poeta,
Não sou.
Génio,
Também não.

Apenas sinto,
de forma diferente.
Não é anormalidade.
Não é estranheza aparente.

Poeta,
É um ser sentimento.
É um saber astuto.
É um ser transparente.
Uma vida,
uma alma,
um futuro.

2 comentários:

Anónimo disse...

gosto mt deste poema...serio, tens jeito pa coisa!!lol..abr joão

R i t a disse...

podes não ser poeta, mas gsoto muito do que escreves...
=)

(beijinhos)