sexta-feira, junho 29, 2007

passagem escolhida




penso em esquecer
tudo o que vivi
penso em crescer
esquecer o que sofri

sinto amargo
sinto acidez
sinto roer-me
daquilo que fiz

esqueço tudo
perplexamente
lembro-me
do que esqueci

vejo que olhar
para o esquecimento
só faz crer
o pensamento
de um recordar

crio imagínios
da vida
crio o que a criatura
devia ser

junto as peças
vejo-me a morrer
pouco a pouco
neste curto
curso longo
do rio
do ser

2 comentários:

JRL disse...

Olá Leal Ribeiro,

Gostei muito.

Bjs

Rita Jorge disse...

Grande cruzamento entre a imagem e poema...

;)

****