segunda-feira, julho 02, 2007

sempre rico

ricos
pobres
felizes
infelizes

duas ambíguas faces
de uma única vida
de um único caminho
mas de duas partes

olha-se ao espelho
vê-se rico
torna-se um mero
pobre triste

o rico
que é rico
não diz rico ser
porque o rico
que é rico
não precisa de ser rico
para o ser

o pobre
que é pobre
rico procura ser
pobre rico não é
nem o há-de ser

pobre que rico quer ser
pobre há-de ficar
porque riqueza não vê
dentro do seu próprio lar


[mais popular mas com sentido]

1 comentário:

JRL disse...

Olhe Leal Ribeiro,
Sabe quem me fez lembrar? António Aleixo que tanta intelectualidade trata com desprezo. Palavras sábias as de um homem simples...
Beijinhos