domingo, fevereiro 10, 2008

sombreado



passo corrente
momento extinto
mais que uma fuga
um tiro que sinto

fingir a verdade
verdade não pode ser
porque mentira que é verdade
verdade mentida é para esquecer

esse chão pisado
cegando-me a cada passo
são momentos perdidos
são momentos escassos

omissões verbalizadas
sorrisos inebriados
amores escondidos
paixões floreadas

3 comentários:

JRL disse...

amores sombreados... um abraço.

RESSACA ® disse...

Pedindo antecipadas desculpas pela “invasão” e alguma usurpação de espaço, gostaríamos de deixar o convite para uma visita a este Espaço que irá agitar as águas da Passividade Portuguesa...

filipelamas disse...

Parabéns pelo prazer da escrita!